Desafios e potencialidades na assistência de enfermagem no aleitamento materno

Luzia Fabiana de Sousa, Rogério Carvalho de Figueredo, Renata Cristina Correia da Silva Amorim, Leidiany Souza Silva, Rafael Souza Silva

Resumo

Visto como o principal ator no processo de estímulo da amamentação exclusiva, o enfermeiro é o profissional que relaciona teoria e prática dos serviços de saúde e família, no contexto de sua realidade, diminuindo os anseios e dúvidas acerca dos benefícios e da importância amamentação para binômio mãe e filho, assim como para a família. Com o objetivo de caracterizar as principais dificuldades e potencialidades da assistência de enfermagem durante o período de aleitamento materno realizou-se um estudo exploratório-descritivo, de abordagem qualitativa, fundamentados em artigos científicos publicados em revistas brasileiras indexados nas bases de dados MEDLINE, LILACS e SCIELO no período de 2013 a 2017. Os desafios identificados foram relacionados à desinformação sobre a importância da amamentação durante o período gravídico puerperal; inferências culturais que dificultam a adesão do aleitamento materno exclusivo; e a dinâmica de trabalho da equipe de enfermagem. Por ser o profissional com maior contato com a mulher em seu período gravídico puerperal, o vínculo entre ambos se torna uma das principais potencialidades para efetivação da amamentação, fortalecida principalmente pela comunicação efetiva em educação em saúde.

Descritores: Aleitamento Materno Exclusivo, Papel do Enfermeiro na Amamentação, Estratégia Saúde da Família.

 

Challenges and potentialities in nursing care in breastfeeding

Abstract: Seen as the main player in the stimulation process of exclusive breastfeeding, the nurse is the professional that relates the theory and practice of health and family services, in the context of their reality, which diminishes the desires and doubts about benefits and importance breastfeeding for binomial mother and child, as well as for the family. In order to characterize the main difficulties and potentialities of nursing care during the breastfeeding period, an exploratory-descriptive study was conducted, with a qualitative approach, based on scientific articles published in Brazilian journals indexed in the databases MEDLINE, LILACS and SCIELO in the period from 2013 to 2017. The identified challenges were related to disinformation about the importance of breastfeeding during the puerperal pregnancy period; cultural inferences that hinder adherence to exclusive breastfeeding; and the work dynamics of the nursing team. Being the professional with the greatest contact with women during their puerperal pregnancy, the link between them becomes one of the main potentialities for effective breastfeeding, strengthened mainly by effective communication in health education.

Descriptors: Exclusive Breastfeeding, Nursing role in Breastfeeding, Family Health Strategy.

 

Desafíos y potencialidades en el cuidado de enfermería en lactancia materna

Resumen: Considerada como el actor principal en el proceso de estimulación de la lactancia materna exclusiva, el enfermero es el profesional que relaciona la teoría y la práctica de los servicios de salud y la familia, en el contexto de su realidad, disminuyendo los deseos y dudas sobre los beneficios y la importancia de la lactancia materna. para la madre y el niño binomial, así como para la familia. Para caracterizar las principales dificultades y potencialidades de la atención de enfermería durante el período de lactancia, se realizó un estudio exploratorio-descriptivo, con un enfoque cualitativo, basado en artículos científicos publicados en revistas brasileñas indizadas en las bases de datos. MEDLINE, LILACS y SCIELO de 2013 a 2017. Los desafíos identificados se relacionaron con la falta de información sobre la importancia de la lactancia materna durante el período de embarazo puerperal; inferencias culturales que dificultan la adhesión de la lactancia materna exclusiva; y la dinámica de trabajo del equipo de enfermería. Debido a que es el profesional con mayor contacto con las mujeres durante su embarazo puerperal, el vínculo entre ellas se convierte en una de las principales potencialidades para la lactancia materna efectiva, fortalecida principalmente por la comunicación efectiva en la educación para la salud.

Descriptores: Lactancia Materna Exclusiva, Papel de las Enfermeras en Lactancia Materna, Estrategia Salud de la Família.

Texto completo:

PDF

Referências

Frota MA, Costa FL, Soares SD, Filho OAS, Albuquerque CM, Casimiro CF. Fatores que interferem no aleitamento materno. Northeast Network Nursing Journal. 2009; 10(3).

Rocha FAA, Junior ARF, Júnior CCM, Rodrigues MENG. O enfermeiro da estratégia de saúde da família como promotor do aleitamento materno. Rev Contexto Saúde. 2016; 16(31):15-24.

Brasil. Ministério da Saúde. Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Criança (PNAISC). Portal da Saúde, 2015. Disponível em:. Acesso em 08 ago 2017.

Amorim MM, De Andrade ER. Atuação do enfermeiro no PSF sobre aleitamento materno. Perspectivas Online. 2009; 3(9):93-110.

Moura LP, Oliveira JM, Noronha DD, Torres JPRV, Oliveira KCF, Teles MAB. Percepção de mães cadastradas em uma estratégia saúde da família sobre aleitamento materno exclusivo. Rev Enferm UFPE online. 2017; 11(3):1403-1409.

Costa LKO, Queiroz LLC, Queiroz RCCS, Ribeiro TSF, Fonseca MSS. Importância do aleitamento materno exclusivo: uma revisão sistemática da literatura. Rev Ciências Saúde. 2013; 15(1).

Adamy EK, Lopes PL, Goulart MP, Frigo J, Zanoteli SS. Amamentação no puerpério imediato: relato de experiência da implementação do processo de enfermagem. Rev Enferm UFPE online. 2016; 11(1):462-469.

Silva EAO. A percepção e o papel do enfermeiro no auxílio, incentivo e conscientização da importância do aleitamento materno. 2014. Monografia de Especialização em Linhas de Cuidado em Enfermagem com ênfase em Saúde Materna Neonatal e do Lactante. Departamento de Enfermagem da Universidade Federal de Santa Catarina.

Mazzo MHSN, Brito RS, Santos FAPS. Atividades do enfermeiro durante a visita domiciliar pós-parto [Nurses’ activities during postpartum home visit]. Rev Enferm UERJ. 2015; 22(5):663-667.

Silva KMS, Goetz ER, Santos MVJ. Aleitamento materno: conhecimento das gestantes sobre a importância da amamentação na estratégia de saúde da família. Rev Bras Ciênc Saúde. 2017; 21(2):111-118.

Gomes, PL, Missio L. Ações de educação em saúde sobre aleitamento materno. Anais do SEMEX. 2013; 5(5).

Rocci E, Fernandes RAQ. Dificuldades no aleitamento materno e influência no desmame precoce. Rev Bras Enferm. 2014; 67(1).

Cassiano ACM, Carluci EMS, Gomes CF, Bennemann RM. Saúde materno infantil no Brasil: evolução e programas desenvolvidos pelo Ministério da Saúde. Rev Serviço Público. 2014; 65(2):227-244.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Saúde da criança: nutrição infantil: aleitamento materno e alimentação complementar. Brasília: Editora do Ministério da Saúde. 2009; 112. (Série A. Normas e Manuais Técnicos) (Cadernos de Atenção Básica, n. 23).

Figueredo RC, Celestino KAA, Moraes CRF, Figueiredo IIS. Desafios e perspectivas na educação permanente em saúde desenvolvida na atenção primária: uma revisão bibliográfica. Araguaína: Rev Científica ITPAC. 2014; 7(4).


Visualizações do PDF:

67 views


Visualizações do Resumo:

101 views

Apontamentos

  • Não há apontamentos.
Copyright: ©-2016 Revista Remecs - Revista Multidisciplinar de Estudos Científicos em Saúde. Todos os direitos reservados.
Tema: Mason Publishing Group. Customizado por: Articloud