Perfil clinico e demográfico de casos da leishmaniose tegumentar americana em Pernambuco nos anos de 2008-2018

Autores

  • Agricio Pedro de Alcantara agricio.pedro@yahoo.com.br
    Faculdade Estácio de Carapicuíba

Palavras-chave:

Leishmaniose Tegumentar, Epidemiologia, Saúde Pública, Parasitologia, Endemia

Resumo

A Leishmaniose Tegumentar Americana LTA, também conhecida como “ferida brava ou úlcera de bauru” uma doença infecciosa, não-contagiosa, causada por protozoário do gênero Leishmania, de transmissão vetorial, que acomete pele e mucosas, tendo como reservatórios marsupiais e roedores, como a preguiça, e o tamanduá. Seus parasitas são especificamente do gênero Leishmania spp. A doença não é contagiosa nem se transmite diretamente de uma pessoa para outra, nem de um animal para outro, nem dos animais para as pessoas.

Publicado

28-05-2022
Métricas
  • Visualizações 0
  • pdf downloads: 0

Como Citar

ALCANTARA, A. P. de. Perfil clinico e demográfico de casos da leishmaniose tegumentar americana em Pernambuco nos anos de 2008-2018. Revista Remecs - Revista Multidisciplinar de Estudos Cientí­ficos em Saúde, [S. l.], p. 16, 2022. Disponível em: http://revistaremecs.com.br/index.php/remecs/article/view/797. Acesso em: 6 jul. 2022.

Edição

Seção

Anais do Evento Cientí­fico