ALTERAÇÕES COMPORTAMENTAIS DE HIGIENE E SAÚDE DA POPULAÇÃO NA PANDEMIA

Autores

  • Tiago da Silva Lima tiago.limampsilva@gmail.com
  • Daisy Machado daisy.machado@usf.edu.br

Palavras-chave:

Cuidados Paliativos, COVID-19, Cuidados de Enfermagem

Resumo

Por conta da pandemia da COVID-19, as informações sobre cuidados paliativos foram disseminadas por diferentes meios de comunicação e pessoal. O sistema de saúde com cobertura universal, como o caso do Brasil, tem como princípio doutrinário a cobertura estendida a todos os cidadãos. Geralmente se organiza a partir de um nível assistencial denominado Atenção Primária à Saúde, onde se garante de forma ampla e aberta acesso para todas as pessoas aos serviços e ações de promoção e proteção à saúde, e de prevenção de doenças, tão essenciais para o bem-estar do homem e para o desenvolvimento econômico e social sustentável de um país, sendo o Enfermeiro peça  fundamental em  todo este processo. Objetivo: levantar dados  sobre os  cuidados  paliativos, alterações  de  comportamento  com  relação  a  questão de higiene e saúde que a população está apresentando frente a pandemia COVID-19. Material e Método: Está sendo realizada uma pesquisa quantitativa e de natureza descritiva. Primeiramente o projeto foi aprovação pelo Comitê de Ética (CAAE: 48342721.8.0000.5514). A coleta de dados está sendo realizada mediante preenchimento de um  questionário  autoaplicável  sobre  os  cuidados  que  a  população  está  apresentando  frente  a pandemia do COVID-19. Resultados e Discussão: resultados parciais mostraram que 33,3% da população que está realizando home office está se sentindo estressada e desgastada e 70,5% dos participantes se sentem mais cansados e 57,1% sentem mais dificuldade para dormir após o início da pandemia. 41,3% relata conseguir realizar o distanciamento social com segurança e 98,1% realizam mais atividades de higiene. 19% dos participantes alteraram a dieta e deste 65,5% alegam que o fizeram  por motivos de saúde, porém  56,2% dos  participantes relatam ganho de peso durante a pandemia. Com relação a vacinação, 54,3% tomaram a vacina da gripe este ano e 65,7% tomou uma ou duas doses da vacina contra o Coronavírus, sendo que 84,6% relatam que se sentirão mais seguros após o processo de vacinação. Conclusão: Verificou-se que a população está ciente do processo de cuidados frente a pandemia da COVID-19, porém ainda existe uma parcela significativa da população que precisa ser conscientizada com relação a estes cuidados para diminuir o contágio, sendo a equipe de Enfermagem peça importante neste processo. Implicações para a Enfermagem: Enfermeiro tem papel importante criando laços com o paciente para que o mesmo se sinta à vontade em relatar não só sinais e sintomas, como também seus medos e angústias, assim é possível o desenvolvimento de um bom  diagnóstico de enfermagem  possibilitando que hábitos  possam  ser transformados  e saberes adquiridos. Portanto, neste momento de pandemia entender como a população age e atuar na conscientização de mudanças é importante para o bom desenvolvimento da saúde em geral e consequente diminuição da disseminação.

Publicado

09-12-2021
Métricas
  • Visualizações 0
  • PDF downloads: 0

Como Citar

SILVA LIMA, T. da .; MACHADO, D. . ALTERAÇÕES COMPORTAMENTAIS DE HIGIENE E SAÚDE DA POPULAÇÃO NA PANDEMIA. Revista Remecs - Revista Multidisciplinar de Estudos Cientí­ficos em Saúde, [S. l.], p. 109, 2021. Disponível em: http://revistaremecs.com.br/index.php/remecs/article/view/761. Acesso em: 30 jun. 2022.