AÇÃO EDUCATIVA SOBRE TRANSTORNO DO ESPECTRO AUTISTA EM UMA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA

Autores

  • Rainny Beatriz Saboia de Oliveira rainnysaboia7@gmail.com
  • Tania de Sousa Pinheiro Medeiros tatapinheiro_20@hotmail.com
  • Mônica Custódia do Couto Abreu Pamplona custodiaabreu@hotmail.com
  • Isabelle Guerreiro de Oliveira belle.gueroliu.u@gmail.com
  • Tauan Lustosa dos Santos tauan.tuc@gmail.com

Palavras-chave:

Estratégia Saúde da Família, Autismo, Educação

Resumo

O Transtorno do Espectro Autista (TEA) é um transtorno do neurodesenvolvimento, caracterizado por alterações qualitativas e quantitativas na comunicação, interação social e no comportamento, em diferentes graus de severidade.  Pra desmitificar esse transtorno é necessário a realização de ações educativas para com a sociedade, pois ela envolve a capacitação de pacientes, cuidadores e profissionais de saúde, estimulando-os a agir conscientemente diante de cada ação do cotidiano, criando um espaço para o aprimoramento de novos conhecimentos e práticas. Objetivo: Descrever as experiências dos acadêmicos do curso de enfermagem no desenvolvimento de ações construtivas sobre TEA com a utilização de tecnologias educacionais para o púbico do programa de Puericultura e Pré-natal. Material e Método: Trata-se de uma pesquisa do tipo relato de experiência com caráter descritivo, realizado na Estratégia de Saúde da Família Beira Rio em Tucuruí-PA para o púbico do programa de Puericultura e Pré-natal. Resultado e Discussão: A ação possibilitou a aproximação com a comunidade e a construção de saberes relacionados a temática do Transtorno do Espectro Autista (TEA). A utilização do teatro de fantoches mostrou-se eficaz para auxiliar na comunicação com as crianças, já que a ferramenta lúdica incentivava a participação dos menores, além de manter a atenção dos mesmos. Assim como, a execução da roda de conversa favoreceu maior interação entre os participantes, criando um espaço em que pudessem partilhar experiências, contribuições e dúvidas a respeito do tema. Ademais, houve o esclarecimento, por meio dos profissionais, sobre o assunto, a apresentação dos livros sensoriais e a orientação de como confeccioná-los. A utilização da atividade lúdica imprescindível às crianças, pois a mesma vai estimular seu desenvolvimento, habilidades e funções no plano cognitivo, constituindo-se uma valiosa ferramenta de aprendizagem que deve ser adaptada de acordo com as necessidades de cada criança. Conclusão: Destaca-se que a utilização de tecnologias educativas favorece a motivação e interesse do público-alvo para obtenção de informações pelos profissionais da saúde. Implicações de Enfermagem: Ao realizar as consultas de puericultura para o acompanhamento do crescimento e desenvolvimento infantil, o enfermeiro possui grande relevância no diagnóstico precoce do autismo. Para tanto, é fundamental que o enfermeiro, esteja apto a observar e apontar sinais de suspeita do TEA, porque muitas vezes este é o primeiro profissional que a família tem acesso. Prestando assistência de enfermagem o mais precocemente possível, apoiando a família, garantindo o bem-estar da criança, esclarecendo dúvidas e incentivando o tratamento e acompanhamento da pessoa com autismo.

Publicado

09-12-2021
Métricas
  • Visualizações 0
  • PDF downloads: 0

Como Citar

SABOIA DE OLIVEIRA, R. B. .; SOUSA PINHEIRO MEDEIROS, T. de; COUTO ABREU PAMPLONA, M. C. do .; GUERREIRO DE OLIVEIRA, I. .; SANTOS, T. L. dos. AÇÃO EDUCATIVA SOBRE TRANSTORNO DO ESPECTRO AUTISTA EM UMA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA. Revista Remecs - Revista Multidisciplinar de Estudos Cientí­ficos em Saúde, [S. l.], p. 79, 2021. Disponível em: http://revistaremecs.com.br/index.php/remecs/article/view/731. Acesso em: 30 jun. 2022.