AÇÃO EDUCATIVA SOBRE MÉTODOS CONTRACEPTIVOS COM ADOLESCENTES DE ESCOLA PÚBLICA

Autores

  • Matheus Mesquita de Sousa matheus.sousamesquitaa@gmail.com
  • José Carlos Gomes de Sousa carlosgomesunilab@gmail.com
  • Marianna Carvalho e Souza Leão Cavalcanti profamarianna@unilab.edu.br

Palavras-chave:

Saúde Sexual e Reprodutiva, Adolescente, Anticoncepção

Resumo

A adolescência constitui um período de desenvolvimento físico e biopsicossocial. Logo, é nítido que nessa fase as questões ligadas à sexualidade e fecundidade em adolescentes têm despertado crescente atenção, pois os números de gravidez precoce e Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST) são recorrentes. Objetivo: Relatar uma ação educativa sobre o uso de métodos contraceptivos para adolescentes. Material e Método: Trata-se de um relato de experiência, realizado em agosto de 2021, pelos discentes de enfermagem da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB), através da plataforma Google Meet. O público alvo foi composto por alunos de uma escola do ensino médio localizada em Redenção - CE. O encontro aconteceu em três momentos:   apresentação da temática, exposição do conteúdo de forma dialogada e momento de esclarecimento de dúvidas. Resultados e Discussão: A ação educativa resultou na participação de 70 alunos, composto por adolescentes entre 15 a 18 anos. Houve bastante interação entre os facilitadores e  o  público,  com  perguntas  relacionadas  à temática. Foram  questionados  o custo e os  modelos disponíveis do dispositivo intrauterino (DIU). Pediram maior esclarecimento sobre: a aplicação do anticoncepcional intradérmico; uso do preservativo feminino; uso, malefício, eficácia e possíveis incômodos que os anticoncepcionais modernos, relacionados aos modelos de adesivos e anéis, podem apresentar.     Por fim, uma parte do público feminino expressou dificuldades no uso das pílulas anticoncepcionais durante o período menstrual devido à possibilidade de seus efeitos colaterais adversos.   Todas as dúvidas que surgiram durante a ação educativa foram esclarecidas. Algumas exemplificadas por meio de vídeos retirados da plataforma Tik Tok, devido a maior participação do público  alvo  neste  aplicativo,  os  quais  tratavam-se  dos  benefícios  do  uso  correto  da  camisinha masculina  e  os malefícios do uso periódico da pílula do dia seguinte, como  também  uma breve apresentação dos contraceptivos modernos. Também foi perceptível divergência de conhecimento a respeito da colocação correta da camisinha feminina e seu uso concomitante com o preservativo masculino.  Logo,  a  ação  foi  de  grande  valia  para  o  amadurecimento  dos  estudantes  acerca  da temática. Conclusão: A ação educativa mostrou-se relevante para esclarecimento de dúvidas e proporcionar mais informações dos métodos contraceptivos para os adolescentes. Sua realização na modalidade on-line mostrou-se mais participativa por tratar-se de um ambiente familiar para o público- alvo, diminuindo sua timidez e tornando o encontro mais produtivo.  Implicações para a Enfermagem: A realização de ações educativas relacionadas à saúde sexual e reprodutiva faz-se necessária para o público adolescente para que práticas sexuais seguras sejam adotadas, já que verifica-se muitas dúvidas e informações equivocadas deles sobre a temática.

Publicado

09-12-2021
Métricas
  • Visualizações 0
  • PDF downloads: 0

Como Citar

MESQUITA DE SOUSA, M. .; GOMES DE SOUSA, J. C. .; SOUZA LEÃO CAVALCANTI, M. C. e . AÇÃO EDUCATIVA SOBRE MÉTODOS CONTRACEPTIVOS COM ADOLESCENTES DE ESCOLA PÚBLICA. Revista Remecs - Revista Multidisciplinar de Estudos Cientí­ficos em Saúde, [S. l.], p. 72, 2021. Disponível em: http://revistaremecs.com.br/index.php/remecs/article/view/724. Acesso em: 6 jul. 2022.