PARTO HUMANIZADO NA PERCEPÇÃO DE ENFERMEIROS

Autores

  • Zaline de Nazare Oliveira de Oliveira zalinenooliveira@hotmail.com
  • Zarife de Nazare Oliveira zarifeolliveira@gmail.com
  • Jessica Soares Barbosa jessica.barbosa02@hotmail.com
  • Simone Aguiar da Silva Figueira simoneaguiar@uepa.br

Palavras-chave:

Parto Humanizado, Percepção, Enfermagem

Resumo

A humanização da assistência nas suas muitas versões expõe uma mudança na percepção do parto como experiência humana e para quem o assiste uma mudança no "que fazer" diante do sofrimento da parturiente. A assistência humanizada ao parto faz com que os enfermeiros, respeitem os aspectos da fisiológicos da mulher, sem utilizar de intervenções desnecessárias, levando em conta os aspectos sociais e culturais do parto e nascimento, oferecendo suporte emocional tanto para a mulher, quanto para sua família, garantindo os direitos. Objetivo: Conhecer a percepção dos enfermeiros sobre o parto humanizado. Material e Método: Trata-se de um estudo descritivo, com abordagem qualitativa, realizado com enfermeiros de um hospital público, localizado no Estado do Pará. A coleta de dados ocorreu no mês de setembro de 2020 a partir da aplicação de um questionário online sobre parto humanizado. Este questionário foi elaborado no Google Forms e enviado o link aos enfermeiros via WhatsApp. A análise dos dados foi feita por meio do método de Análise de Conteúdo descrito por Bardin em 2011, fundamentada em três fases: pré-análise, exploração do material e tratamento dos dados, inferência e interpretação. Resultados e Discussão: Participaram do estudo 6 enfermeiros, 3 eram do sexo feminino e 3 do sexo masculino. Quando indagados sobre parto humanizado, todos afirmaram ter conhecimento do que seria esse parto e que realizavam diariamente em sua rotina, porém de maneira adaptada. Embora evidenciados afirmações sobre conhecimento da assistência humanizada, percebeu-se que esses profissionais possuem um entendimento limitado e superficial sobre a temática, pois não conseguiram se aprofundar, ao contrário depoimentos demonstram entendimento sobre a temática e descrição, relatando que para humanizar, é necessário  compreender que o ser ao qual está sendo prestado assistência  é um agente biopsicossocial e espiritual que precisa ser atendido de forma integral e não só no que se refere ao seu quadro patológico. Durante a análise de, tornou-se evidente que a área física se torna um empecilho para a prestação da assistência humanizada. Ficou claro que é necessário adequar a estrutura física do pré-parto do hospital para realização  de  práticas  humanizadas,  afim  de  ofertar  opções  de  serviços  e  equipamentos  as parturientes. Esta dificuldade para se aplicar uma assistência humanizada durante o trabalho de parto na rotina desses profissionais está relacionada com a inadequação do ambiente hospitalar devido à falta de estrutura e equipamentos adequados. Conclusão: Com a realização deste estudo foi possível compreender que os enfermeiros têm conhecimento de parto humanizado. Porém, a deficiência na estrutura física hospitalar acaba por diminuir a qualidade da assistência de enfermagem, e dificultam o processo de humanização. Desse modo, os resultados demostram a importância de se fazer investimentos nas instituições hospitalares e casas de parto.

Publicado

09-12-2021
Métricas
  • Visualizações 0
  • PDF downloads: 0

Como Citar

OLIVEIRA DE OLIVEIRA, Z. de N. .; NAZARE OLIVEIRA, Z. de .; SOARES BARBOSA, J. .; SILVA FIGUEIRA, S. A. da . PARTO HUMANIZADO NA PERCEPÇÃO DE ENFERMEIROS. Revista Remecs - Revista Multidisciplinar de Estudos Cientí­ficos em Saúde, [S. l.], p. 61, 2021. Disponível em: http://revistaremecs.com.br/index.php/remecs/article/view/713. Acesso em: 6 jul. 2022.