METODOLOGIAS ATIVAS E O PERFIL DO EGRESSO DE ENFERMAGEM

Autores

  • Brena Patrícia Silva do Carmo brenapatricia13@gmail.com
  • Dayane Ketlyn da Cunha Santos daayketlyn27@gmail.com
  • Eslayne Souza Araújo eslaynesouza22@gmail.com
  • José Cleyton de Oliveira Santos cleyton-121@hotmail.com
  • Marcos de Oliveira Bispo marcos260bispo@hotmail.com
  • Glebson Moura Silva glebson.guel@gmail.com

Palavras-chave:

Educação em Enfermagem, Avaliação Educacional, Pesquisa em Educação de Enfermagem

Resumo

As Metodologias Ativas de Ensino constituem ferramentas para apoiar o processo de ensino-aprendizagem ao possibilitarem a reflexão e criticidade sobre o objeto de estudo. A avaliação da formação  profissional  de  Enfermeiros,  nesse  contexto,  é  essencial  por  fornecer  dados  sobre  a qualidade do ensino, tal qual apontar tendências na graduação em enfermagem que têm possibilitado a satisfação e inserção do profissional no mercado de trabalho. Objetivo: conhecer o perfil dos egressos do curso de graduação de enfermagem da Universidade Federal de Sergipe, Campus Lagarto, a partir da implementação do currículo baseado em metodologias ativas de ensino. Material e Método: trata-se de um estudo descritivo e transversal, desenvolvido com egressos da graduação em enfermagem da Universidade Federal de Sergipe, campus Lagarto, do período de 2016 a 2020. A amostragem totalizou 17 egressos. A coleta de dados foi realizada através de questionário estruturado no Google Forms, dividido em  sessões que abarcaram  as características  demográficas, situação formal de trabalho, satisfação com as metodologias ativas e nível de qualificação dos participantes. A coleta de dados ocorreu entre outubro de 2020 e maio de 2021. A análise descritiva dos dados foi feita utilizando frequência, mediana e valores mínimos e máximos. A análise univariada foi realizada para identificar os fatores  associados  à  satisfação  com  as  metodologias  ativas,  formação,  renda  e  se  trabalha  na enfermagem, usando os testes de Tau-b de Kendall e Razão de Prevalência. Resultados e Discussão: De maneira geral, os egressos de enfermagem mostraram-se satisfeitos com as metodologias ativas empregadas durante a formação. Quando questionados, 58,5% dos pesquisados afirmaram satisfação em relação à metodologia de ensino. A formação profissional deve fornecer meio e situações que propiciem o desenvolvimento não somente teórico e prático, mas também o posicionamento crítico, habilidades  para  resolução  de  problemas,  e  que  considerem  as  reais  necessidade  da  população assistida  no  contexto  do  Sistema  Único  de  Saúde.  Dos  pesquisados,  47,1%  consideraram  a metodologia usada na graduação como fator que contribuiu na obtenção de emprego. Ademais, quando interrogados sobre o impacto do método utilizado na graduação na participação de eventos científicos e curso de aprimoramento profissional, 94,1% responderam positivamente e 5,9% negativamente. No que se refere a situação formal de trabalho, 70,6% dos egressos responderam que estão ativos exercendo papel de enfermeiro. Conclusão: A inserção de metodologias ativas na graduação auxiliou na obtenção de emprego, bem como na busca pelo aperfeiçoamento científico e satisfação profissional, em que uma parcela  significativa  é  atuante  na  enfermagem.  Implicações  para  a  Enfermagem:  A  qualidade  da graduação em enfermagem, tal qual os seus moldes e adequação às demandas de saúde é tópico pertinente à investigação, visto que o saber construído será o saber aplicado na prática profissional.

Publicado

09-12-2021
Métricas
  • Visualizações 0
  • PDF downloads: 0

Como Citar

SILVA DO CARMO, B. P. .; CUNHA SANTOS, D. K. da .; SOUZA ARAÚJO, E.; OLIVEIRA SANTOS, J. C. de .; OLIVEIRA BISPO, M. de .; MOURA SILVA, G. . METODOLOGIAS ATIVAS E O PERFIL DO EGRESSO DE ENFERMAGEM. Revista Remecs - Revista Multidisciplinar de Estudos Cientí­ficos em Saúde, [S. l.], p. 48, 2021. Disponível em: http://revistaremecs.com.br/index.php/remecs/article/view/700. Acesso em: 6 jul. 2022.