EDUCAÇÃO EM SAÚDE SOBRE PARASITOSES E HIGIENE BUCAL PARA CRIANÇAS

Autores

  • Sara Viviane Almeida de Oliveira saraviviane.111@gmail.com
  • Francisco Marcos Silva do Vale marquinhoagricolino@gmail.com
  • Juliana Cordeiro Martins julianacordeiro12@outlook.com
  • Lidiane Andréia Assunção Barros lidiane.barros@ufma.br

Palavras-chave:

Doenças Parasitárias, Saúde Bucal, Educação em Saúde

Resumo

A educação em saúde é uma grande aliada na promoção da saúde humana, propicia o acesso a conhecimentos que permitem às pessoas se apropriarem das informações seguras para assumirem o protagonismo nas escolhas do seu processo saúde/doença e de seu bem-estar. Destarte, nos primeiros anos da vida escolar, as crianças estão vulneráveis a diversas doenças infecciosas por desconhecerem maneiras recomendáveis de prevenção, incluindo a higiene correta das mãos e das estruturas da boca. Temáticas como as parasitoses e a saúde bucal configuram-se como problemas de saúde prevalentes nesse público, e, portanto, é importante fomentar ações de educação em saúde que possam contribuir com o conhecimento e autonomia desse público. Objetivo: Relatar a experiência dos acadêmicos de enfermagem na realização de ação de combate às doenças parasitárias relacionadas à higiene das mãos e à higiene bucal com crianças de uma escola pública. Material e Método: Trata-se de um relato de experiência para retratar uma ação de educação em saúde desenvolvida pelos discentes do curso de enfermagem direcionada para crianças em idade pré-escolar, entre 4 a 6 anos, desenvolvida no ano de 2018, na qual participaram 35 crianças. Descrição da experiência: De maneira lúdica e utilizando linguagem de fácil compreensão, a atividade agregou o uso de recursos teatrais, fantoches e bonecos para retratar a importância da lavagem das mãos para a prevenção de doenças parasitárias. Após a apresentação lúdica, foram utilizadas tintas para sujar as mãos das crianças e simular a presença de microorganismos, e em seguida foram instruídos como efetuar a lavagem correta das  mãos.  Nesta  atividade  se  fizeram  presentes  dois  odontólogos,  que  também  contribuíram explicando sobre a importância da saúde bucal e orientaram quanto a forma correta de escovar os dentes, a língua e as bochechas para o público infantil. Para isso, foram utilizados materiais ilustrativos como uma boca gigante com todas as suas estruturas e uma grande escova para simular a escovação correta dos dentes e demais estruturas da boca. Ao final da atividade, os odontólogos aplicaram flúor nos  dentes  das  crianças.  Conclusão:  Ações  de  educação  em  saúde  são  importantíssimas  para propagar informações de saúde à população infantil. A escola, no presente contexto, se configura como uma grande parceira para o desenvolvimento da educação aliada às ações de saúde na apresentação e  nas  abordagens  de  conteúdos  que  promovam  a  saúde  das  crianças.  Implicações  para  a enfermagem: As ações de educação em saúde são necessárias e devem ser ofertadas junto às comunidades,  visando  contribuir  para  a  adesão  de  melhores  hábitos  de  vida,  estimulando  o crescimento e o desenvolvimento saudável das crianças.

Publicado

09-12-2021
Métricas
  • Visualizações 0
  • PDF downloads: 0

Como Citar

ALMEIDA DE OLIVEIRA, S. V.; MARCOS SILVA DO VALE, F. .; CORDEIRO MARTINS, J. .; ASSUNÇÃO BARROS, L. A. . EDUCAÇÃO EM SAÚDE SOBRE PARASITOSES E HIGIENE BUCAL PARA CRIANÇAS. Revista Remecs - Revista Multidisciplinar de Estudos Cientí­ficos em Saúde, [S. l.], p. 36, 2021. Disponível em: http://revistaremecs.com.br/index.php/remecs/article/view/688. Acesso em: 6 jul. 2022.