PERCEPÇÃO DE ACADÊMICOS DE ENFERMAGEM: INICIAÇÃO CIENTÍFICA, IMPACTOS E DESAFIOS

Autores

  • Emilie dos Santos Aleluia emilie.aleluia@gmail.com
  • Thais Fernanda Nascimento Fonseca thaisfernanda.n@gmail.com
  • Luana dos Reis Nascimento luareeis@gmail.com
  • Vitória Vilas Boas da Silva Bomfim vitoriavilasboas31@gmail.com
  • Danuza Jesus Mello de Carvalho danuza.carvalho@unijorge.edu.br

Palavras-chave:

Educação em Enfermagem, Pesquisa em Enfermagem, Percepção

Resumo

A enfermagem é uma ciência que vem progredindo diariamente no âmbito da pesquisa, aumentando a participação de graduandos na produção cientifica, contribuindo assim para ampliação e qualificação, auxiliando no desenvolvimento crítico, reflexivo e investigativo desde sua formação. A Iniciação Científica, caracterizam-se como estratégias essenciais de qualificação acadêmica e profissional, com finalidade de produzir e aperfeiçoar os saberes, trazendo maestria ao cuidado e aumentando a qualidade de vida das pessoas, consolidando a enfermagem como ciência. Objetivo: relatar a percepção de acadêmicas de enfermagem acerca da participação na Iniciação Científica e seus impactos e desafios na produção do conhecimento. Material e Método: Trata-se de um relato de experiência, dado pela vivência das acadêmicas de enfermagem em um projeto da Iniciação Cientifica intitulado “A Percepção de acadêmicas de enfermagem sobre a importância da liderança no exercício profissional” de um Centro Universitário privado de Salvador - BA, durante o primeiro semestre de 2021. Resultados   e   Discussão:   A   participação   de   graduandas   na   Iniciação   científica   promove   a desmistificação da pesquisa, desenvolve a maturidade investigativa e reflexiva, a articulação com colegas e orientadores experientes o que promove aprendizado para ambos, oportuniza a partilha de conhecimento, a compreensão de que não se faz pesquisa sozinho, e a aprendizagem que a discussão de uma produção em grupo faz parte da austeridade metodológica. Todo esse processo gera indução de novos pesquisadores, o que contribui para o diferencial na formação de docentes e discentes, o que reflete na melhor qualificação do ensino, resultando em uma prática de cuidado responsável com a vida do cidadão. Os principais desafios encontrados foram: conciliar vida acadêmica com a vida profissional, visto que muitos alunos trabalham e estudam, o incentivo financeiro para custear as produções, e o maior dos desafios foi convencer os graduandos que aceitassem contribuir com a pesquisa do grupo, o que faz pensar que a negação ou a falta de interesse seja reflexo de que eles não despertaram para a importância e para o seu papel na produção científica do país. Conclusão: A partir da experiência, emergiram reflexões relevantes relacionada aos impactos e desafios nas produções científicas, sendo indispensável a interação com outros membros do grupo interligado com o apoio e colaboração dos discentes, visto que a inserção em grupos de pesquisas é uma estratégia importante para o fortalecimento da enfermagem como ciência, e que promove avanços na produção de conhecimento nas  mais diversas áreas.   Implicações para a Enfermagem: A participação acadêmica no mundo científico gera impacto positivo, evidenciado pelo o aumento e ampliação da produção científica, consolidando a categoria como ciência.

Publicado

09-12-2021
Métricas
  • Visualizações 0
  • PDF downloads: 0

Como Citar

SANTOS ALELUIA, E. dos .; NASCIMENTO FONSECA, T. F. .; REIS NASCIMENTO, L. dos .; BOAS DA SILVA BOMFIM, V. V. .; MELLO DE CARVALHO, D. J. . PERCEPÇÃO DE ACADÊMICOS DE ENFERMAGEM: INICIAÇÃO CIENTÍFICA, IMPACTOS E DESAFIOS. Revista Remecs - Revista Multidisciplinar de Estudos Cientí­ficos em Saúde, [S. l.], p. 22, 2021. Disponível em: http://revistaremecs.com.br/index.php/remecs/article/view/674. Acesso em: 6 jul. 2022.

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.