POLÍTICAS E PRÁTICAS DE EDUCAÇÃO A LUZ DA ENFERMAGEM

Autores

  • Amanda Rodrigues de Sales Fontes remeces1@mail.com
  • Carlos Eduardo Rolim de Oliveira creduardo@hotmail.co
  • Osânia Rodrigues de Santana Domingos osania.rodrigues@outlook.com
  • Roberta Alves Cipriano da Silva rcipriano18@hotmail.com
  • Luiz Faustino dos Santos Maia dr.luizmaia@yahoo.com.br

Palavras-chave:

Educação em Enfermagem, Educação Permanente, Políticas e Práticas de Educação, Enfermagem

Resumo

Para a Organização Panamericana de Saúde, educação continuada é um processo dinâmico de ensino-aprendizagem, ativo e permanente, destinado a atualizar e melhorar a capacitação de pessoas centradas nas necessidades de transformação da prática. A educação deve ser priorizada em todos os setores dentro da enfermagem com intuito de zelar a ética e a habilitação do exercício profissional com tudo o Conselho de Federal de Enfermagem (COFEN), busca através da fiscalização para que a população tenha um atendimento com compromisso, livre de qualquer dano, negligência e imprudência.   Objetivo: Trata-se reflexão de como melhorar as políticas e práticas de educação no âmbito da enfermagem para que seja executada com responsabilidade sem causar dano ao paciente. Material e Métodos: Estudo de revisão da literatura, a pesquisa foi realizada na base de dados SCIELO, totalizando 10 artigos disponibilizados na íntegra, publicados entre 2015 e 2020, foram utilizados os descritores: Educação em Enfermagem, Educação Permanente, Educação Continuada, Políticas e Práticas de Educação, Enfermagem.   Resultados e Discussão:   Abordar o tema educação também inclui o Sistema Único de Saúde SUS onde abrange a maior parte do cuidado da população o ponto de entrada é Atenção Primária a Saúde (APS), no entanto requer profissionais comprometidos com os princípios que o Sistema Único de Saúde (SUS) exige sendo eles equidade, integralidade e Universalidade. Um outro ponto importante a ser abordado é o Estudo Interprofissional em Saúde (EPI) é o vínculo entre profissões da saúde que trabalham juntos reconhecendo a importância que cada um tem, trazendo melhores resultados a saúde dos usuários e famílias. A EPS prevê que a educação e formação dos trabalhadores de saúde ocorra uma relação mútua com as práticas de saúde. Conclusão: Dessa forma podemos entender que essa junção interprofissional e educação permanente no trabalho em equipe promove uma colaboração dos profissionais de saúde para desenvolver o aprendizado e exercer as práticas na enfermagem. Outro ponto importante é a junção dos docentes, discentes e profissionais para que tenham uma ligação recíproca para essa desenvoltura de suma importância. Implicações para a Enfermagem: Cabe ao profissional capacita-se e buscar atualizações de práticas e de conhecimento atualizados dentro da enfermagem, para poder exercer e estabelecer procedimentos seguros a população promovendo harmonia no coletivo, trazendo resultados satisfatórios e valorizando a educação permanente.

Publicado

09-12-2021
Métricas
  • Visualizações 0
  • PDF downloads: 0

Como Citar

RODRIGUES DE SALES FONTES, A. .; ROLIM DE OLIVEIRA, C. E. .; RODRIGUES DE SANTANA DOMINGOS, O. .; CIPRIANO DA SILVA, R. A. .; SANTOS MAIA, L. F. dos . POLÍTICAS E PRÁTICAS DE EDUCAÇÃO A LUZ DA ENFERMAGEM. Revista Remecs - Revista Multidisciplinar de Estudos Cientí­ficos em Saúde, [S. l.], p. 15, 2021. Disponível em: http://revistaremecs.com.br/index.php/remecs/article/view/667. Acesso em: 6 jul. 2022.

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.