O PERFIL DO ENFERMEIRO DA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA E SUA RELAÇÃO COM O PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO EM SAÚDE

Autores

  • Rogério Carvalho de Figueredo rigoh1@live.com
  • Roxana Isabel Cardozo Gonzalez roxanaisabel@ufg.br

Palavras-chave:

Perfil Profissional, Planejamento em Saúde, Estratégia Saúde da Família, Atenção Primária em Saúde, Enfermeiro

Resumo

O perfil do profissional enfermeiro, vem historicamente, sendo submetido à constantes modificações, que se relacionam com as condições econômicas, educacionais, políticas e ideológicas da sociedade em seus respectivos períodos. Para o enfermeiro, o Planejamento Estratégico em Saúde (PES) consiste em  uma ferramenta essencial e muito  eficiente em sua atuação, e que demanda conhecimentos  técnicos  e  características  pessoais  do profissional que favorecem  sua efetividade. Objetivo: Descrever as características sociodemográficas dos enfermeiros da Estratégia Saúde da Família (ESF), contemplando sua trajetória de formação e atuação profissional à luz dos preceitos teóricos do PES. Material e método: Trata-se de uma pesquisa de campo, descritiva, de abordagem quantitativa. Teve como população de estudo 20 (vinte) enfermeiros da ESF do município Paraíso do Tocantins,  TO,  Brasil.  Para  coleta  de  dados  foi utilizado um  questionário composto por questões objetivas, sendo estas analisadas a partir de percentuais simples. Este estudo seguiu os preceitos éticos   da   resolução   466/12   CNS,   sendo   aprovado   sob   parecer   número   3.701.233   CAAE:

20710419.6.0000.9187. Resultados e discussão: Observou-se a predominância do sexo de nascimento feminino (85%), sendo a maioria com idade entre 21 e 50 anos (85%). Quanto à formação, 45% concluíram o curso de bacharel em enfermagem há mais de 8 anos, e além do curso de bacharel, 35% dos pesquisados também possuem curso técnico em enfermagem. Ainda sobre a formação, 75% possuem curso de pós-graduação, a nível de especialização, sendo alguns dos enfermeiros com até 3 especializações. As pós-graduações predominantes foram: Urgência e Emergência (6), UTI (4), Saúde da Família (4) Administração Hospitalar (3). Quando questionados sobre terem feito algum curso sobre a temática planejamento estratégico e/ou gestão do trabalho em saúde, apenas 40% afirmaram ter cursado, há mais de 4 anos. Sobre a experiência profissional, 55% atuaram predominantemente na Atenção Primária em Saúde (APS), 40% na Atenção Secundária em Saúde (ASS) e 5% na Atenção Terciária à Saúde (ATS). Quanto a afinidade, 50% se identificam com a APS, 40% com a ASS, 5% com ATS e 5% com a Gestão em Saúde. Conclusão: Diante dos dados, percebe-se discrepância acerca do perfil profissional à luz dos preceitos do PES, principalmente quanto as áreas de especialização e de afinidade dos profissionais. Assim infere-se o quanto o perfil de formação e de atuação do enfermeiro pode interferir potencialmente no PES e consequentemente causar impactos nos serviços de saúde oferecidos na APS. Implicações para enfermagem: Este estudo implica em estimular novas percepções sobre o processo de trabalho de enfermagem na ESF. Assim, sugere que o âmbito da administração e gestão de pessoal esteja atento as características dos profissionais que atuam ou venham atuar na ESF, para fim de aproximar perfil e contexto de trabalho, fortalecendo o vínculo de trabalho.

Publicado

09-12-2021
Métricas
  • Visualizações 0
  • PDF downloads: 0

Como Citar

CARVALHO DE FIGUEREDO, R. .; CARDOZO GONZALEZ, R. I. O PERFIL DO ENFERMEIRO DA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA E SUA RELAÇÃO COM O PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO EM SAÚDE. Revista Remecs - Revista Multidisciplinar de Estudos Cientí­ficos em Saúde, [S. l.], p. 12, 2021. Disponível em: http://revistaremecs.com.br/index.php/remecs/article/view/664. Acesso em: 30 jun. 2022.