Atuação dos agentes comunitários de saúde na pandemia da COVID-19: a realidade de um município do nordeste brasileiro

Autores

  • Patrícia Raquel Gurgel Leite Marinho raqueli_eq@hotmail.com
    Mestrado em Saúde e Sociedade
  • Kênnia Stephanie Morais Oliveira kennia_stephanie@hotmail.com
    Mestrado em Saúde e Sociedade
  • Laurianea Maria Gomes Costa lauriana-costa@hotmail.com
    Especialista em UTINEONATAL
  • Cristiany Zuianne do Rosário Nojoza Carvalho zuianne@hotmail.com
    Especialista Auditoria em Serviços em Saúde
  • Rodrigo Jacob Moreira de Freitas rodrigojacob@uern.br
    UERN - Universidade do Estado do Rio Grande do Norte
  • Janieiry Lima de Araújo janieirylima@uern.br
    UERN - Universidade do Estado do Rio Grande do Norte

DOI:

10.24281/rremecs2024.9.15.317

Palavras-chave:

Agentes Comunitários de Saúde, Pandemias, COVID-19, Atenção Primária à Saúde

Resumo

Objetiva-se avaliar a atuação dos ACS’s no enfrentamento da pandemia da COVID-19, em nível da Atenção Primária à Saúde, no município de Apodi, RN, Brasil. Trata-se de uma pesquisa descritiva, exploratória, de abordagem qualitativa. Configuraram-se como local da pesquisa as UBS de Apodi/RN, que contam com 11 Equipes de Saúde da Família. Os participantes da pesquisa foram 58 Agentes Comunitários de Saúde, A coleta de dados ocorreu mediante entrevista semiestruturada que foi analisada mediante a técnica de Análise de Conteúdo de Bardin. Percebeu-se a importância de uma APS fortalecida e estruturada, sendo a principal porta de entrada do setor da saúde as situações epidêmicas como a que vivencia nessa crise sanitária.  Por fim, conclui-se ainda que a pandemia de COVID-19 demandou reorganização do processo de trabalho e dos fluxos assistenciais, e, para que o ACS continue desenvolvendo suas atividades, devem-se garantir condições dignas de trabalho, capacitação e educação permanente.

Descritores: Agentes Comunitários de Saúde, Pandemias, COVID-19, Atenção Primária à Saúde.

 

The role of community health agents in the COVID-19 pandemic: the reality of a municipality in northeastern Brazil

Abstract: The objective is to evaluate the performance of CHAs in facing the COVID-19 pandemic, at the level of Primary Health Care, in the municipality of Apodi, RN, Brazil. This is a descriptive, exploratory research with a qualitative approach. The UBS of Apodi/RN, which has 11 Family Health Teams, was chosen as the research location. The research participants were 58 Community Health Agents. Data collection occurred through semi-structured interviews that were analyzed using Bardin's Content Analysis technique. The importance of a strengthened and structured PHC was realized, with epidemic situations such as the one experienced in this health crisis being the main gateway to the health sector. Finally, it is also concluded that the COVID-19 pandemic required reorganization of the work process and assistance flows, and, for the ACS to continue developing its activities, decent working conditions, training and continuing education must be guaranteed.

Descriptors: Community Health Workers, Pandemics, COVID-19, Primary Health Care.

 

El papel de los agentes comunitarios de salud en la pandemia de COVID-19: la realidad de un municipio del noreste de Brasil

Resumen: El objetivo es evaluar el desempeño de las ACS en el enfrentamiento a la pandemia de COVID-19, en el nivel de Atención Primaria de Salud, en el municipio de Apodi, RN, Brasil. Se trata de una investigación descriptiva, exploratoria y con enfoque cualitativo. Como local de la investigación fue elegida la UBS de Apodi/RN, que cuenta con 11 Equipos de Salud de la Familia. Los participantes de la investigación fueron 58 Agentes Comunitarios de Salud, la recolección de datos ocurrió a través de entrevistas semiestructuradas que fueron analizadas mediante la técnica de Análisis de Contenido de Bardin. Se comprendió la importancia de una APS fortalecida y estructurada, siendo situaciones epidémicas como la vivida en esta crisis sanitaria la principal puerta de entrada al sector salud. Finalmente, también se concluye que la pandemia de COVID-19 requirió una reorganización del proceso de trabajo y de los flujos asistenciales, y, para que la AEC pueda continuar desarrollando sus actividades, se deben garantizar condiciones dignas de trabajo, capacitación y educación continua.

Descriptores: Agentes Comunitarios de Salud, Pandemias, COVID-19, Atención Primaria de Salud.

Referências

Werneck GL, Sá Carvalho MS. A pandemia de COVID-19 no Brasil: crônica de uma crise sanitária anunciada. Cad Saúde Pública. 2020; 5(36).

Garcia LP et al. O potencial de propagação da COVID-19 e a tomada de decisão governamental: uma análise retrospectiva em Florianópolis, Brasil. Rev Bras Epidemiol. 2020.

Freitas ARR, Napimoga M, Donalisio MR. Análise da gravidade da pandemia de COVID-19. Epidemiol Serv Saúde. 2020; 2(29).

Dunlop C, Howe A, Li D, Allen LN. The coronavirus outbreak: the central role of primary care in emergency preparedness and response. BJGP. 2020.

Sarti TD, Lazarini WS, Fontenell LF, Almeida APSC. Qual o papel da atenção primária à saúde diante da pandemia provocada pela COVID-19? Epidemiol Serv Saúde. 2020; 2(29).

Azevedo CC, et al. O trabalho do agente comunitário de saúde frente à pandemia da COVID-19. Rev Port Saúde e Sociedade. 2020; 1(5):1299-1314.

Bardin L. Análise de Conteúdo. São Paulo: Edições 70. 2016; 242. Disponível em: <https://madmunifacs.files.wordpress.com/2016/08/anc3a1lise-de-contec3bado-laurence-bardin.pdf>. Acesso em 17 out 2019.

Tomaz JBC. O agente comunitário de saúde não deve ser um “super-herói”. Botucatu: Interface Comun Saúde Educ. 2002; 6(10):84-87.

Castro TA. Agentes Comunitários de Saúde: perfil sociodemográfico, emprego e satisfação com o trabalho em um município do semiárido baiano. Rio de Janeiro: Cad Saúde Colet. 2017; 25(3):294-301.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção Primária À Saúde. Estratégia Saúde da Família (ESF). [S. l.], 2016. Disponível em: <http://aps.saude.gov.br/ape/esf/>. Acesso em 17 mar 2021.

Méllo LMBD, et al. Agentes comunitárias de saúde: práticas, legitimidade e formação profissional em tempos de pandemia de COVID-19 no Brasil. Botucatu: Interface. 2021.

Palácio MAV, Takenami I. Em tempos de pandemia pela COVID-19: o desafio para a educação em saúde. Vigilância Sanitária em Debate - INCQS-FIOCRUZ. 2020; 8(2):10-15.

Maciazeki-Gomes RC, Souza CD, Baggio L, Wachs F. O trabalho do agente comunitário de saúde na perspectiva da educação popular em saúde: possibilidades e desafios. Ciência & Saúde. 2016.

Facchini LA. COVID-19: nocaute do neoliberalismo? Será possível fortalecer os princípios históricos do SUS e da APS em meio à pandemia? APS em Revista. 2020; 2(1):3-10.

Quirino TRL, et al. O trabalho do agente comunitário de saúde frente à pandemia da COVID-19, Rev. Port. Saúde e Sociedade. 2020; 1(5):1299-1314.

Mota CM, Dose AGS, Nunes OS. Avaliação da presença da Síndrome de Burnout em Agentes Comunitários de Saúde no município de Aracaju, Sergipe, Brasil. Ciênc Saúde Colet. 2014.

Lotta G, et al. A pandemia da COVID-19 e (os) as profissionais de saúde pública no Brasil. (Relatório de Pesquisa). Rio de Janeiro, RJ, Fiocruz, 2020.

Ferigato S, et al. The Brazilian government’s mistakes in responding to the COVID-19 pandemic. The Lancet, London, England. 2020; 396(10.263).

Maciel FBM. Agente comunitário de saúde: reflexões sobre o processo de trabalho em saúde em tempos de pandemia de COVID-19. Ciência & Saúde Coletiva. 2020; 25(1):4185-4195.

Guanaes-Lorenzi C, Pinheiro RLA. (des)valorização do agente comunitário de saúde na estratégia saúde da família. Ciência & Saúde Coletiva. 2016; 21(8):2537-2546.

Carvalho TGS, Almeida AMB, Bezerra MIC. Percepção dos profissionais de saúde da atenção primária sobre educação permanente em saúde. SANARE. 2016; 15(2):94-103.

Azevedo Neto GT, et al. Educação Permanente em Saúde como estratégia para a segurança ocupacional em tempos de pandemia pela COVID-19: reflexões sobre o agente comunitário de saúde na construção de cuidado. Rev Bras Med Trab. 2021; 19(1):107-113.

Silva CD, Miranda TT. O papel dos Agentes Comunitários de Saúde no enfrentamento da COVID-19: relato de experiência. Cadernos de Ensino e Pesquisa em Saúde, Porto Alegre. 2022; 2(1):242-254.

Jacobovski R, Ferro LF. Educação permanente em saúde e metodologias ativas de ensino: uma revisão sistemática integrativa. Research, Society and Development, São Paulo. 2021; 10(3).

Publicado

22-01-2024
Métricas
  • Visualizações 0
  • pdf downloads: 0

Como Citar

MARINHO, P. R. G. L. .; OLIVEIRA, K. S. M. .; COSTA, L. M. G. .; CARVALHO, C. Z. do R. N. .; FREITAS, R. J. M. de .; ARAÚJO, J. L. de . Atuação dos agentes comunitários de saúde na pandemia da COVID-19: a realidade de um município do nordeste brasileiro. Revista Remecs - Revista Multidisciplinar de Estudos Cientí­ficos em Saúde, [S. l.], v. 9, n. 15, p. 3–17, 2024. DOI: 10.24281/rremecs2024.9.15.317. Disponível em: http://revistaremecs.com.br/index.php/remecs/article/view/1532. Acesso em: 18 maio. 2024.